03/08/2015, POR KARINA RIBEIRO (FONTE: JORNAL O POPULAR, CADERNO ECONOMIA)

» NETWORKING PODE AJUDAR NA CARREIRA

Redes sociais são muito eficazes para estabelecer contato com profissionais da área de interesse, mas é preciso saber usá-las.

Timidez, preguiça, cansaço. Que nada. Se pretende dar um salto na carreira, ampliar os negócios ou mesmo ingressar no mercado de trabalho deixe tudo isso para trás e comece a se conectar com seus amigos para ampliar sua rede de contatos. O networking é uma das ferramentas mais eficazes para impulsionar a carreira num momento de crise econômica e aumento do desemprego.

O profissional deve ficar atento para não se afobar. Ampliar a rede de amigos e profissionais em comum não significa sair dando tiro, ou melhor, cliques para todos os lados. É preciso ter foco e entender que o networking é uma via de mão dupla. Para a manutenção e solidificação do relacionamento é necessário que haja o reconhecimento das competências profissionais e estabelecer laços de respeito e confiança.

“Num determinado momento o networking ficou mecânico, meio banalizado, as pessoas achavam que precisavam ter rede de contato para fazer tráfego de influência, mas não é assim”, ressalta a professora e coordenadora do núcleo de gestão de carreira da EMPZ Educação, Gláucia Ribeiro.

Ela ensina que o ideal é procurar frequentar locais onde existem profissionais em comum ou assuntos de seu interesse como eventos profissionais que vão desde jantares, reuniões ou congressos. Gláucia explica que é fundamental ter bom comportamento para angariar território e, sobretudo, ouvir mais que falar. “O menos é mais”, diz.

Inclusive, ressalta que o profissional deve tomar cuidado para não fazer o networking negativo. Nada de ficar soltando cartões de visita a torto e a direito, comparecer a todas as festas e ficar posicionado estrategicamente atrás dos figurões do evento só para sair na foto. No bom português, não seja o papagaio de pirata da turma.

Redes Sociais
O networking pode e deve ser feito também pelas redes sociais. “A rede social é uma das maravilhas da tecnologia, mas ela pode tanto enaltecer quanto derrubar um profissional”, diz Gláucia Ribeiro.

Ela explica que não se deve abordar pessoas na rede social abruptamente. É muito importante cuidar da imagem. “Quero fazer parceria com uma pessoa e percebo, por exemplo, que ela está num grupo preconceituoso. Eu vou repelir”, exemplifica.